Casamento DEK

O Início, o meio e o daqui em diante.
Browsing category: Dia-a-Dia, O Casamento
0 comments

3 anos do casamento D&K

Esse mês comemoramos 3 anos do casamento D&K, como o tempo voa. Parece que foi ontem que eu era uma noiva correndo atrás dos preparativos. Parece que foi ontem que passei uma semana fazendo brigadeiros. Parece que foi ontem aquele sábado lindo de sol em que acordamos cedo para arrumar tudo. Parece que foi ontem que olhamos um para o outro e fizemos nossos votos. Que nos abraçamos forte e nos demos conta que passaríamos o resto de nossas vidas juntos.

Preciso confessar pra vocês, estar casada é maravilhoso, mas não é fácil como parece ser nas postagens desse blog. A convivência, os planos juntos, ter alguém do seu lado sempre é lindo, e eu amo a vida que nós temos sob o mesmo teto. Mas também há os desentendimentos, as cobranças, por vezes excessivas, o abrir mão de certas coisas. Só que colocando na balança o lado bom sempre vence, e aí está a beleza de se estar casado com alguém que você ama, alguém que seja sua melhor companhia.

Hoje eu olho para trás e vejo o quanto evoluímos nesses 3 anos de casados e nesses quase 10 anos de relacionamento. Olho para nossas vidas e eu não queria estar em outro lugar. Juntos lutamos e vencemos; sorrimos e choramos, brigamos e abraçamos. Que vida linda a gente tem amor. Glória a Deus por tudo.

noiva-carro

 

noivo-votos

bodas-casamento

casamento_pb

casamento-beijo-pb

casamento-no-campo

dança-noivos

noiva-dança

noivo-dança

0 comments

Viagem para o Uruguai

Na semana do carnaval viajamos para o Uruguai e devo dizer que nos surpreendemos com o país. O Uruguai é um país lindo, seguro, com muita comida boa e praias encantadoras. Passamos 7 dias, sendo 4 na capital Montevidéu e 3 em Punta del este o que nos rendeu lembranças inesquecíveis e fotos incríveis.

Chegamos em Montevidéu na segunda, dia 27, às 18 hs. Ficamos hospedados no Hotel Alvear, que fica bem próximo da principal avenida da cidade, a 18 de julho. A rua do nosso hotel era super movimentada, com inúmeros restaurantes, mercado e sorveteria por perto. Além disso na esquina ficava a fonte do cadeados, um dos pontos turístico da capital. O Alvear hotel é um hotel antigo, 3 estrelas, que serve café da manhã. O atendimento foi ótimo e a localização foi perfeita, perto de tudo que precisávamos, além disso, o hotel era super organizado e limpo. Super recomendamos.

No primeiro dia comemos ali mesmo na rua do hotel, num restaurante/café tradicional da cidade chamado Facal. O cardápio é enorme, o atendimento foi ótimo, mas as empanadas que pedimos eram fritas e estavam muito gordurosas. Nunca tinha visto empanadas fritas e devo dizer que prefiro as assadas. Nossa experiência não foi muito boa nesse restaurante, mas eles tem muitos outros pratos, então não dá pra julgar.

Depois voltamos para o hotel para nos prepararmos para o primeiro dia completo de férias =)

AEROPORTO_GUARULHOS

AEROPORTO-GUARULHOS-VISTA

STARBUCKS-GUARULHOS

estatua_uruguai_blog

 

0 comments

Resumo dos últimos meses

Gente eu juro que tenho tentado parar para atualizar o blog. Sei que tem gente que passa por aqui sempre, pessoas que me pedem sempre por atualização, algumas que nem conheço pessoalmente mas que considero pra caramba. Então quero pedir me perdoem. Os últimos meses tem sido corridíssimos. Finalizei minha dissertação, terminei  o primeiro semestre de gastronomia e fiz provas e projeto para doutorado. E, pra completar fizemos uma obra aqui em casa e tudo ficou um caos. Mas o pior já passou e aos poucos a vida tem ficado mais tranquila de novo. Abaixo vou contar um resumo dos últimos meses.

Na segunda metade do ano passado fui para São Paulo apresentar um artigo do mestrado no Intercom que é o maior congresso de comunicação do Brasil. Fiquei uma semana lá e aproveitei pra passear um pouco. Fui com amigas, o que foi divertidíssimo, mas devo confessar que viajar sem o Dhanner é estranho. Isso porque ele é meu companheiro de viagem então o tempo todo eu ficava pensando em como ele ia gostar daquele restaurante novo que eu estava visitando, ou daquele local que estava conhecendo. Sem contar na saudade que dá. É bom a gente ter o tempo da gente, mas eu acredito que quando a gente está num relacionamento o outro também é parte da gente, e deixar essa parte em casa nem sempre é fácil. Mas enfim, a viagem foi muito bacana. Eu, Luna e Ana desbravamos os Jardins, que foi onde ficamos hospedadas. Comemos bem pra caramba, na Augusta. Conhecemos vários cafés. Posamos de modelos no beco do Batmam. Passeamos pela Paulista Aberta e pelo Ibirapuera. Pagamos de finas da Oscar Freire. Fizemos comprinhas na Liberdade. Choramos, rimos e nos emocionamos assistindo Aquarius, que aliás merece um post a parte. Visitamos a exposição Beatlemania e é claro, fomos pra USP no Intercom.

Na semana seguinte fui num bate-volta para o Rio fazer a prova de doutorado de UFRJ. Dessa vez nem deu pra passear, foi uma viagem rápida. O resultado já saiu, passei na prova, mas não na avaliação do projeto, mas vou continuar tentando né. UFRJ é super concorrida mesmo.

Fechei minha dissertação e agora minha defesa está marcada, apresento em março. Fui pra Nova Venécia, minha cidade natal, no fim do ano e aproveitei pra babar bastante no meu sobrinho. O curso de gastronomia entrou de férias, já voltou e está a todo vapor. No fim do ano passado também fizemos uma pequena reforma de 2 semanas aqui em casa. Alguns reparos que tínhamos que fazer e algumas mudanças, mas vou fazer um post sobre isso depois, ainda estamos colocando as coisas no lugar.

Enfim, é isso gente. Deixo algumas fotos desse resumão e vou fazer um post sobre a reforma também.

beijos

K

BECO-DO-BATMAN

BECO-DO-BATMAN2

PARQUE-IBIRAPUERA_SP

INTERCOM

EXPOSIÇÃO-BEATLEMANIA

EXPOSIÇÃO_BEATLES

CAFÉ-OSCAR-FREIRE BRINDE_APPLEBEES

0 comments

Viagem para Porto Alegre dia 5

E depois de muito atraso, posto aqui as fotos do último dia de nossa viagem para Porto Alegre. No último dia em Poá fez muito, muito frio. Visitamos o Jardim Botânico, que é lindíssimo e de lá fomos até a PUC-RS para irmos até o museu da ciência, mas na porta desistimos pois estava muito cheio. Partimos então para nosso último ponto turístico, a Fundação Iberê Camargo. Que lugar lindo. A fundação é um museu com inúmeras obras do artista Iberê Camargo, a maioria com tons de protesto, uma coisa linda de se ver.

O acervo da fundação conta com obras de outros artistas, em exposições temporárias e permanentes. A arquitetura do museu é outro show a parte. É visita obrigatória para quem viaja a Porto Alegre. Depois disso fomos ao shopping para comer algo, e acabamos indo ao cinema. Depois voltamos para o hotel para descansar e arrumar as malas para voltarmos para nossa casinha.

 

jardim-botanico-poa

jardim-botanico-porto-alegre

jardim_botanico2
fundação-ibere

ibere

ibere-camargo-fundação

 

0 comments

Viagem a Gramado

Aproveitando que estávamos pertinho, na segunda-feira fizemos uma viagem até Gramado. Sempre quisemos conhecer Gramado e não haveria oportunidade melhor já que Porto Alegre fica a 2 horas de lá. Preferimos ir de ônibus ao invés de alugar um carro. Então, acordamos cedinho e fomos. Pela manhã estava bem frio, Dhanner não queria nem andar de mão dada de tanto frio que fazia. Mas aos poucos o clima foi esquentando e nem em Gramado passamos muito frio. O Sul foi bonzinho com a gente.

Mas enfim, falando de Gramado, a cidade é uma graça. Tudo muito limpo, arrumado, organizado. Visitamos os principais pontos já que só ficaríamos  um dia. E na verdade foi mais que suficiente. A verdade é que Gramado é um charme mas não tem lá muita coisa pra conhecer. Fomos na igreja, na fonte do amor (que tem os cadeados com nomes de casais igual em Paris), no lago Negro, que é realmente uma delícia de lugar, imperdível. Fomos também na Rua coberta onde tomamos um café delicioso no Frank’s Café. E fizemos também o passeio mais dispensável de toda a nossa viagem: O mundo do Chocolate. É um visita dentro da loja Lugano de Chocolate que tem vários monumentos do mundo  feito de chocolate. A muralha da China construída de chocolate, por exemplo, pesa mais de 3 toneladas =O. É legal? É, mas não vale os R$ 28,00 inteira que pagamos para a visita. Enfim, eu não faria isso de novo. Mas, chegou uma hora que não tínhamos mais nada pra fazer em Gramado e aí nos aventuramos nessa visita.

O almoço foi ótimo também, comi uma truta maravilhosa e Dhanner foi de filé mignom mesmo. Fomos ao restaurante Franco-Suiço “Sts Hauberts”, que fica no caminho para o lago Negro, ali há muitos restaurantes interessantes. Comer é bom em Gramado, diversas opções, apesar do preço ser salgado a comida é de qualidade.

Enfim, chegamos à conclusão que gramado é muito bacana mesmo pra Lua de Mel, tem restaurantes e café ótimos, e passeios não cansativos, além do clima bom. Assim dá para os casais se curtirem bastante, porque pra fazer não tem muita coisa. Pra gente valeu a pena conhecer a cidade, comemos bem, nos divertimos, mas 16hs já não tínhamos mais o que fazer e voltamos pra Poa mais cedo, cheios de fotos lindas no cartão de memória.

gramado-centro

centro-gramado

café-gramado

franks-café-gramado

café-gramado

gramado-fonte-do-amor

fonte-do-amor-gramado

gramado-igreja-2

gramado-igreja

rua-coberta-gramado

lago-negro-pedalinho

lago-negro-passeio

lago-negro-gramaso-rs

lago-negro-gramado

mundo-do-chocolate

restaurante-gramado


 

 

 

 

 

1 comments

Viagem para Porto Alegre – Dia 3

E o domingo amanheceu lindo para que o dia 3 da nossa viagem para Porto Alegre fosse bem aproveitado. Começamos o dia tomando café no Café República no bairro Cidade Baixa. Esse café fica bem perto do apart onde nos hospedamos, é muito aconchegante, a comida é uma delícia e o melhor, eles servem bebidas sem lactose <3. Não sei se disse que sou intolerante a lactose, o que me faz sofrer muito em cafés, porque a maioria ainda, infelizmente, não tem opção de bebidas com leite sem lactose. Lá eu pude tomar meu cappuccino sem medo, nem culpa. Só não abusei como o Sr Dhanner, que pediu logo um cappuccino de nutella. Gente, vem tanta nutella nas bordas que tive que roubar um pouco. Estava tudo delicioso, nos abastecemos e de lá partimos para um passeio pelo Bricke da Redenção. O Bricke acontece todos os domingos no parque da redenção que fica exatamente na frente do nosso apart. Lá tem váaarias barraquinhas com antiguidades, então já sabem que eu não deixaria de visitar por nada.

Claro que algo me puxou de cara para as barracas de vinis. Comprei um do Frank Sinatra que tem Moon River <3. Achado do dia. Da feirinha fomos conhecer o restante do parque, que é lindíssimo e gigante. Com o sol aberto, o parque estava lotado. Tinha teatro, música e muita gente sentada na grama. Fiquei apaixonada e querendo que Vila Velha tivesse um local assim. No lago do parque aproveitamos para passear de pedalinho, foi minha primeira vez, andei no cisne gigante.

Na hora do almoço fomos a uma churrascaria, afinal não dá pra ir a Porto Alegre e não experimentar o churrasco gaúcho. Comemos muuuuiito. Depois pegamos um uber até a Usina do Gasômetro, que é uma antiga fábrica que se tornou um centro cultural. De lá é possível ver o por-do-sol do lago  Guaíba que dizem ser um dos mais bonitos do Brasil. Como o dia estava lindo conseguimos ver esse espetáculo. Sim é mesmo um espetáculo com direito a uma imensa plateia. As pessoas realmente tomam as ruas e ficam lá para ver o por-do-sol. parecia a paulista aberta, com música, barraquinhas e só que muito chimarrão.

À noite resolvemos não sair, pedimos comida chinesa e assistimos Game Of Thrones. Preferimos poupar energia porque na segunda viajaríamos super cedo pra Gramado pra mais um dia de aventuras no RS.


cafe-cidade-baixa

café-republica-poa

cafe-da-manha

cappuccino-nutella

cafe-republica

bricke-redenção-feira

redenção-parque-porto-alegre

parque-redenção-2

pedalinho-poa

parque-redenção-poa

redenção-parque

parque-redenção

 

bike-poa-itau

churrasco

por-do-sol-guaiba

por-do-sol-guaiba2

1 comments

Viagem para Porto Alegre – dia 2

No sábado, dia 2 da nossa viagem para Porto Alegre, fomos conhecer um pouco mais do centro histórico. Fiquei encantada com a arquitetura da cidade, muito herança europeia nas construções. Depois de conehcermos a catedral da cidade, nossa próxima parada foi o Santander Cultural, um museu gigante que fica na praça da Alfândega. A exposição principal era a Senhor da Várzea, da Argila e do Fogo de Francisco Brennand.  Também há uma exposição fixa sobre a história do banco, com moedas, documentos, cédulas das mais variadas épocas. Lá existe um café que fica dentro de um cofre, mas que infelizmente estava em reforma, estávamos loucos para conhecer. 

Dali fomos para o Museu de Arte de Rio Grande do Sul (MARGRS), que estava movimentadíssimo, com o lançamento da exposição de Paula Ramos  que estava lá autografando o livro sobre os ilustradores da Livraria do Globo, que recupera a memória gráfica da antiga Livraria do Globo, a partir da produção dos artistas ilustradores que trabalharam na Seção de Desenho da editora. Eu simplesmente fiquei apaixonada por essa exposição e por todas as outras que estavam ali, todas super contemporâneas.  As esculturas e gravuras da Marilia Fayh também estão imperdíveis, que vontade de trazer pra casa.

Do MARGRS pegamos uma bicicleta do Itaú e fomos para o bairro Moinhos de Ventos. Nosso primeiro destino foi a rua Gonçalo de Carvalho, uma rua coberta de árvores que se cruzam no centro. Ela foi considerada a rua mais bonita do mundo, e realmente é muito bonita. Depois de almoçarmos fomos à Hidráulica Moinhos de Ventos, que é um jardim enorme e florido inspirado no palácio de Versalhes. Lá tinham pelos menos 4 sessões de fotos, de noiva a editorial de moda. Lugar badalado pra tirar fotos.

Depois fomos ao Parque Moinhos de Vento que é um parcão bem grande onde as famílias vão passear no fim de semana. Ficamos lá um tempo descansando e observando os gaúchos tomares chimarrão e brincarem com seus animais, com suas crianças. Um clima bem familiar. De lá fomos ao shopping do bairro onde tomamos um gelato incrível. E para não perder o costume depois fomos a um café, o Vive le Café. Um café charmoso ali perto do shopping Moinhos de Vento. Eu comi um bolo de chocolate e tomei um expresso e Dhanner tomou um café de bombom e comeu uma torta de nozes e chocolate branco.

À noite fomos conhecer o bairro cidade Baixa, que é outro point noturno da capital. Com o frio o movimento não era tão grande. Demos azar de acreditar nos comentários de Tripadvisor e fomos num tal de Pampa Burger que foi só decepção. A comida é fast food tipo Mcdonald’s mas só descobrimos quando nosso pedido chegou. Gente, não me levem a mal, mas eu sou totalmente contra fastfood por isso achei tudo horrível e só comi metade do hambúrguer e Dhanner também. O dinheiro mais mal gasto da nossa viagem. Dali procuramos uma sobremesa para pelo menos balancear as coisas e entramos num café charmosinho e meu hipster que não lembro o nome. Lá tomamos café e comemos uma torta de limão deliciosa. Depois fomos pra casa descansar, porque o dia foi cansativo, mas delicioso.

catedral

santander-cultural-teto

santander-cultural-1

santander-cultural

exposição-margrs

margrs

santander-cultural-poa

exposicao-margrs

exposição-editora-globo-margrs

exposição-grimm

gonçalo-de-carvalho-porto-alegre

rua-gonçalo-de-carvalho

hidraulica-moinhos-poa

parque-moinhos-de-vento-poa

parque-poa

moinhos-de-vento-parque

bolo-de-chocolate-com-cobertura

vive-le-cafe

 

0 comments

Viagem para Porto Alegre – Dia 1

Sexta passada aterrissamos no sul do nosso país, em Porto Alegre. Aproveitamos uma folga do Dhanner e uma promoção de passagens aéreas para conhecer a capital gaúcha. Escolhemos a viagem para Porto Alegre porque gostamos de frio e o Rio Grande do Sul é um dos estados mais frios do Brasil. Como já temos praia no ES sempre procuramos destinos mais diferentes da nossa realidade diária. No fim do ano fomos para Curitiba e São Paulo e agora foi a vez de conhecer mais uma capital.

Chegamos a Porto Alegre às 13:30hs e fomos direto para o apart hotel que alugamos pelo Air BNB. Depois farei um post mais detalhado sobre nossa hospedagem. Na sexta  deu tempo de conhecermos um pouco do centro histórico. Pra começar já fiquei feliz ao me deparar com um teatro de rua incrível na praça da Alfândega, nessa semana estava acontecendo o festival de teatro de rua de Porto Alegre, que sorte a nossa. Também fomos ao mercado municipal, onde almoçamos, e de lá fomos a um dos pontos turísticos que mais amei nessa viagem: a Casa de Cultura Mário Quintana.

A Casa fica no antigo prédio do Hotel Majestic que nos anos 30 e 40 hospedou nomes importantes como Getúlio Vargas, a artistas famosos, como Virgínia Lane e Francisco Alves. Mario Quintana viveu em um quarto desse hotel durante um tempo e hoje o museu recebe seu nome. La é possível ver uma réplica do quarto do poeta, com direito a máquina de escrever e quindim sobre a mesa. A arquitetura do prédio é simplesmente maravilhosa, são 8 andares com quartos transformados em locais para exposições.

Há também acervos de  Elis Regina, biblioteca, teatro, cinema e  o local abriga o Museu de Arte Contemporânea de Porto Alegre. O cinema só passa filmes mais cults, mas infelizmente acabamos não conseguindo ver nenhum no dia. Há também um café super charmoso, quando chegamos lá estava tocando Suspicius Minds e eu fiquei louca, claro. Como tínhamos acabado de comer não conseguimos ir ao café, mas fiquei perto um tempo ouvindo o cantor ao piano tocando e cantando Elvis Presley. Quem for a Porto Alegre não pode deixar de visitar a casa de Cultura Mario Quintana, e vá com espaço para tomar um café.

Na sexta a noite fomos na badalada rua Padre Chagas no bairro Moinhos de Ventos. Nossa primeira parada foi o Dado’s Pub, mas não fomos muito bem atendidos e saímos de lá rápido. Pra vocês terem uma ideia pedimos a entrada e quando chegou a atendente nos entregou sem olhar pra gente e saiu sem nos dar chance de pedir a bebida e o prato principal. Não entendi muito bem, mas enfim, comemos a entrada sem bebida mesmo e fomos pagar. Eu quase reclamei, mas costumo me estressar demais com essas coisas, então deixei pra lá e fomos a outro lugar. Acabamos entrando no Z Café ali na mesma rua e fomos super bem atendidos. Pedimos uma carne deliciosa e depois provamos a torta gelada e o cheesecake deles. Tudo maravilhoso.

Foi um ótimo primeiro dia em solo Gaúcho. Nesse meio tempo aprendemos várias expressões gaúchas com os motoristas de Uber. Bah, trilegal.

aeroporto-guarulhos

avião-azul

mercado-municipal-porto-alegre

tri-legal-restaurante

teatro-de-rua-poa

quarto-mario-quintana

patio-casa-mario-quintana

museu-arte-moderna-poa

hotel-majestic

zcafe-torta

 

0 comments

Pausa para um café

Nós amamos um bom café. Quando digo café, digo o café estabelecimento mais que o café pra beber. Porque aí já preferimos suas variações: cappuccino, mocaccino,  frapuccino e por aí vai. Aqui no Espírito não temos uma cultura muito forte de ir a cafés, por isso não temos muitos locais assim.  Há pouco tempo descobrimos o Café da Vila aqui na Praia da Costa em Vila Velha, desde então temos ido sempre que podemos, já experimentamos várias bebidas, tortas e tenho que destacar o hambúrguer deles com maionese de manjericão que foi amor à primeira vista <3 . Nós temos tentado manter o hábito de pedalar pela orla da praia da Costa e às vezes fazemos uma pausa para um café no Café da Vila. No domingo já está virando tradição. Vamos ao culto de meio-dia na Missão Praia da Costa de bike e depois passamos no café para uma torta delícia. Minha preferida é a crocante que foi a que comemos ontem quando passamos lá após o culto.  Quando tem ela é quase impossível pedir outra. Pra beber minha opção ontem foi um cappuccino e o Dhanner tomou um moraccino, que é uma bebida de leite gelado com frutas vermelhas. Além da comida ser boa, o atendimento é nota mil.

café-praia-da-costa

tomando-café

cappucino-café-da-vila

torta-crocante-café

0 comments

Nossa viagem para Curitiba

 

Ei queridos, tudo bem? Muitas saudades de escrever aqui. Tivemos muitos problemas com a mudança de servidor e a falta de tempo fez com que o blog ficasse meio abandonado. Mas agora 95% do problema já está resolvido, estamos ainda com alguns posts mais recentes fora do blog, mas em breve todos estarão de volta. Mas enfim, hoje quero postar sobre a nossa viagem para Curitiba que já devia ter entrado aqui há meses atrás.

 Nós nos apaixonamos pela cidade. Eu já havia ido,  o Dhanner não, mas quando fui havia um congresso para participar e também choveu muito, então não deu pra conhecer muita coisa. Dessa vez o tempo cooperou e passeamos muito pela cidade.

 
No primeiro dia, resolvemos pegar o ônibus de turismo. A proposta é bem bacana, você paga R$ 35,00 e pode descer 4 vezes nos pontos turísticos que escolher. E os nossos escolhidos foram:
 
1 – Bosque do alemão
 
Nós simplesmente amamos esse lugar. O bosque além de lindo, com traços da arquitetura alemã, tem uma trilha que conta a história de João e Maria, um encanto. Enquanto você faz a trilha os sons da natureza te fazem  se sentir na história. Uma delícia.
 
 
2 – Ópera de Arame
 
 Feito em estrutura tubular, o Teatro Ópera de Arame, é um espaço lindo em que a construção  se integra à natureza. A vista é maravilhosa.
 
3- Parque Tanguá 
 
Sem dúvida é o parque mais lindo que já fomos.  Conta com um mirante com 65 metros de altura, cascata, lagos,  um jardim em estilo francês com canteiros de flores e espelhos d’água além de uma gruta que dá para um queda d’água incrível. O parque tem um deque  com um restaurante que dá pra essa cascata, e foi lá que nós almoçamos nesse dia.
 
4 – Jardim Botânico 
 
O jardim botânico nós visitamos um dia depois, porque no final do nosso passeio começou a chover e nós resolvemos voltar para o hotel. No outro dia, que era Natal, nós aproveitamos o último bilhete do ônibus e fomos até o parque que é lindíssimo.
 
Há outras atrações maravilhosas pelas quais o ônibus passa, mas essas foram nossas escolhas.
 
No sábado passeamos pelo bairro Batel e fomos na Praça da Espanha para a feira de antiguidades, infelizmente nos decepcionamos porque acho que com as festas de fim de ano as feiras de ambos os bairros não estavam funcionando. Acabamos indo para o shopping Batel e almoçamos por lá. Infelizmente no sábado tive uma intoxicação alimentar, ainda não sei bem o que causou, mas acabamos não conseguindo sair a noite.
 
No domingo fomos ao MON (Museu Oscar Niemeyer). O acervo  de Arte contemporânea é riquíssimo, e a arquitetura do Museu nem se fala né? Vale muito a pena conhecer. Perto do MON tem o Bosque do Papa, aproveitamos e fomos conhecer também. O bosque foi criado em homenagem ao Papa João Paulo II, e sedia o Memorial da Imigração Polonesa. Almoçamos no restaurante de comida polonesa que tem do lado do Bosque.Lá experimentei uma das melhores tortas de maçã que já comi na minha vida.
 
Só temos uma reclamação da cidade, não conseguimos conhecer bem a gastronomia local porque a maioria dos cafés e restaurantes simplesmente estava fechado para férias coletivas. Enfim, num período de grande visitação turística não tinha muita opção gastronômica. Eu super tinha pegado várias dicas de cafés, restaurantes e tal, mas estavam quase todos fechados. Nossa noite de natal nós passamos no Hard Rock Café, um dos poucos abertos nesse dia. Mas foi super divertido e gostoso, porque gente, que carne maravilhosa. Que sobremesas deliciosas. E o astral então nem se fala. Outro local que gostamos muito de conhecer foi o New York Café, que fica no alto da rua XV de novembro. O ambiente é super agradável e a comida muito boa. Fomos no Madero também, mas eu esperava mais, achei bem fast food. 
 
Mas enfim,  foi um ótimo passeio, uma viagem delícia com a melhor companhia possível.
parque-tangua
 ano-2015
mon-viagem-curitiba
mon-exposição
mon-curitiba-museu
hard-rock-café-curitiba-brasil
hard-rock-café-curitiba
bosque-do-alemão-curitiba
jardim-botânico_curitiba-passeio-flores
jardim-botânico_curitiba-passeio-natal