Casamento DEK

O Início, o meio e o daqui em diante.
0 comments

Passeio por Cajon del Maipo – Chile

No sábado decidimos fazer um passeio por Cajon del Maipo, uma região a 100 km de Santiago, aos pés da Cordilheira dos Andes. Fechamos um tour com a empresa Expediciones Manzur, que aliás a gente super recomenda. A príncipio tínhamos cogitado alugar um carro para ir e fico feliz de não ter feito isso, porque a região é bem difícil de dirigir, afinal são os Andes né? Região montanhosa, terreno pedregoso em boa parte do caminho, tem que ser um 4×4 pra conseguir chegar lá, e sinceramente se eu puder te dar um conselho de todo coração é, não vá dirigindo, a estrada é realmente difícil, e pelo valor que pagamos no tour achamos que super compensou para duas pessoas.

E, se eu puder te dar outro conselho, lá vai: vá para Cajon del Maipo. A Paisagem é incrível, algo único na vida. Achamos a viagem mega cansativa, não vou mentir. Balança de cá, pula de lá, mas vou te dizer, vale muito a pena. Em meio a montanhas, vales, vulcões, piscinas termales você sente a grandiosidade da natureza. Um passeio de contemplação, de encontro.

Nossa primeira parada foram a Fontes Termais Valle de Colina. São 5 piscinas  aquecidas pelo Vulcão San José com uma paisagem é de tirar o fôlego. Lá além das termais há  um espaço enorme para acampar, fazer churrasco. Fiquei imaginando ficar lá à noite e ver o céu estrelado e a fumaça do San José, que segundo nossa guia pode ser vista ao anoitecer. Fiquei meio sem chão nesse lugar. A força da natureza é tão intensa, nada disfarçada. É impossível não parar para pensar em como somos pequenos, nós seres humanos, e por vezes achamos que somos tanta coisa, o centro da universo, quando na verdade há tanto mais que a gente nesse mundo. Seria tão melhor aprendermos a dividir e compartilhar né não?

Mas voltando ao passeio, das termales fomos para o grande Embase el Yeso. O Embase é um lago  artificial que represa a água de degelo da cordilheira e do Rio Maipo, localizado a cerca de 2500 m de altitude. Ele é a principal fonte de água da cidade de Santiago, com cerca de 400 milhões metros cúbicos de água limpa e cristalina vezes verde, vezes azul, depende do clima. Nesse dia estava meio nublado, mas nem por isso menos bonito. Outra paisagem de tirar o fôlego.

Voltamos de Cajon del Maipo transformados. Um passeio sem luxos. Uma comunidade simples, com uma riqueza surpreendente. A natureza é assim né? Eu nunca imaginei que gostaria tanto de me envolver com paisagens e lugares naturais  mais do que com o ambiente urbano das cidades turísticas e cá estou eu apaixonada por tudo que esse universo tem pra oferecer. Então mais uma vez só posso dizer, vá, faça o passeio, vale muito a pena. No mais, as fotos falam por mim.

 

  

 

 

Leave A Comment