Casamento DEK

O Início, o meio e o daqui em diante.
0 comments

Dica de Filme – Mesmo se nada der certo

Eu costumo dizer que se um filme tem uma boa trilha sonora, pra mim já vale a pena assistir. “Mesmo se nada der certo” fala de música. Música de uma forma criativa. E mesmo que a voz da  Keira Knightley cantando me irrite bastante, vale a pena. Porque além da música, o roteiro do filme é muito bacana, por isso ele é minha dica da semana, embora faça séculos que eu não escreva uma dica aqui. Mas a boa notícia é que, passei no Mestrado =). O semestre terminou, e vou ter um pouco mais de tempo pra voltar a escrever agora.

Mas voltando ao filme. Mesmo se nada der certo (Begin Again) é um filme de volta por cima sem se tornar auto-ajuda. Na história Dan (Mark Rufallo) é um produtor musical divorciado, alcoolatra e falido e Gretta (Keira Knightley) levou um fora do namorado após se tornar um cantor famoso e sucumbir aos excessos da fama. O elenco conta ainda com Steve (James Corden) talentoso músico que vive das moedas que ganha na rua, Violet (Hailee Steinfeld) , a filha adolescente e rebelde de Dan e sua mãe, Miriam (Catherine Keener). Com  situações muito específicas,  o roteiro sabe trabalhar  com o seu grupo de artistas idealistas. Reflexões sobre como a realização não vem necessariamente com a fama, a trama defende uma postura contrária ao sistema, aos artistas que se vendem por dinheiro. A participação de  Adam Levine, cantor da banda Maroon 5, como ex de Greta, mostra uma caricatura de si mesmo, um homem que troca a boa música artesanal pelo sucesso massivo com canções “pop de estádio”.

Um filme leve, gostoso, que consegue ser pra cima mesmo abordando derrotas. Com uma montagem incrível, com destaque para a primeira cena do filme que é repetida três vezes: a primeira, pelos olhos  do público, ainda sem contexto, depois, pelo ponto de vista de Dan, e por fim, pelos olhos de Gretta. Uma cena que só se completa quanto vista das três formas, mostrando  um encontro que não transformará os personagens mas será essencial para aprenderem a viver com que eles tem. 

O filme tem quê de anti-gravadoras também. Cibercultura. Compartilhamento. Não aos grandes conglomerados musicais. Mais um motivo para assistir.

Do mesmo diretor do adorável Apenas uma Vez, John Carney repete a dose em Begin Again. Um filme cheio de musicalidade, que foge dos contos de fadas nos apresentando  histórias “reais” e personagens de carne e osso que poderíamos conhecer ao virar a esquina. E o final. Claro que não vou contar, mas posso dizer que adorei. =)

Keira Knightley and Mark Ruffalo in "Begin Again"

begin-again (1)

begin-again-1

On Location For "Can A Song Save Your Life?"

 

 

Leave A Comment