Casamento DEK

O Início, o meio e o daqui em diante.

BLOG

0 comments

Último dia da nossa viagem para o Uruguai – Dia 2 Punta del Este

No último dia da nossa viagem para o Uruguai fomos à praia. Foi divertido porque eu e Dhanner raramente escolhemos um destino para viajar que tenha praia. Fomos à playa Mansa, que ficava bem próxima ao nosso hotel, o dia estava lindo e a praia lotada. A água é gelada, e o local onde estávamos era parte da baía do rio da Prata. Passamos a manhã toda na praia e depois fomos conhecer os bairros mais afastados do centro da cidade e aproveitamos para almoçar por lá.

Fomos em direção contrária de Montevidéo, partindo de playa Brava, chegamos ao rio Maldonado onde fica a ponte Ondulada que é uma ponte que parece um tobogã cheio de ondulações. Do outro lado da ponte fica La Barra, um bairro cercado de praias e bem animado. Almoçamos num restaurante/lanchonete chamado Chill Out onde eu comi um Chivito de camarões no ciabatta maravilhoso. Chivito é uma espécie de sanduíche  típico do Uruguai, quase toda lanchonete serve Chivitos. Dhanner ficou com um hamburguer tradicional, que também estava muito gostoso. O clima do local era muito agradável, e o proprietário se divertiu tentando falar português com a gente. A cada 5 minutos ele vinha na nossa mesa falar algo.

Depois do almoço passeamos pelas praias de La Barra e de lá voltamos para a península para assistir mais um por-do-sol espetacular em Punta, o último de nossa viagem. Depois comemos churros perto do hotel, descansamos um pouco e passeamos na noite de punta para nos despedirmos da cidade. Acabamos jantando empanadas de novo porque amamos as empanadas e queríamos comer mais uma vez. Fomos a uma outra casa de empanadas mais distante do hotel, mas não eram tão gostosas quanto as que havíamos comido no dia anterior então passamos nas Empanadas Loucas e comemos mais algumas.

Nesse dia fomos dormir cedo porque nosso voo era bem cedo em Montevidéu então saímos de madrugada de Punta, entregamos o carro no próprio aeroporto e embarcamos rumo ao nosso querido país Brasil, não sem antes comprar maquiagem no freeshop =). Como Vitória não tem aeroporto internacional, sempre temos que fazer escala, e dessa vez a escala foi cruel, foi café, almoço e a tarde toda em Guarulhos. Aproveitamos o tempo pra colocar as séries em dia, comer nosso sanduíche favorito do Pizza Hut e tomar café no starbucks.

 praia-punta-casamentodek

praia-casamento-dek

karina-praia-punta praia-punta

chivito

praia-punta-por-do-sol por-do-sol-punta

0 comments

Receita do verdadeiro Pão de Forma Italiano

Como vocês sabem eu amo cozinhar e além disso agora estou fazendo um curso de gastronomia. Tenho aprendido muito e sempre posto fotos dos resultados dos pratos que tenho cozinhado. Muitos amigos me pedem pra compartilhar as receitas então resolvi dar continuidade a um canal do youtube, que eu criei há 3 anos atrás, sobre culinária. O cozinha Yummy voltou, agora com o propósito de mostrar que cozinhar não é difícil e é essencial para quem deseja ter uma alimentação equilibrada. Não é difícil preparar uma refeição rápida e saudável. Aprender a cozinhar, além da dar prazer ainda ajuda a manter uma dieta saudável, livre dos alimentos industrializados ao extremo. A ideia do canal é mostrar opções fáceis para ajudar nas preparações do dia a dia.

A primeira receita é a de pão de forma, que costumo fazer sempre em casa. Fica maravilhoso e é muito melhor, no sabor e na nutrição, que o pão de forma de padaria.

Abaixo a ficha técnica e o modo de preparo. Espero que gostem.

Ingredientes

500 gramas de farinha de trigo
2 colheres de sopa de azeite
300 ml de água
1 colher de sopa de açúcar
5 gramas de fermento biológico seco
Sal quanto baste

 

1 comments

Viagem para o Uruguai – Roteiro dia 5 – Punta Del Este

O roteiro do dia 5 da nossa viagem para o Uruguai foi o primeiro dia oficial em Punta del Este. Aproveitamos a manhã para desbravar a cidade, andamos pelas ramblas que são a maior parte da dela e depois fomos até o farol. Com 44 metros e o farol fica em frente à Iglesia de la Candelaria, não há muito para se ver por ali, é chegar tirar foto e ir embora. Uma rua calma e tranquila.

Estávamos hospedados na península, que é o centro da cidade então desbravamos bem esse local. Uma das atrações é o Porto de Punta del Este, ali há vários restaurantes e muitos iates ancorados. Aliás não sei se já comentei, mas Punta é uma cidade de pessoas ricas,  regada a champanhe e restaurantes caros. Quase todas as lojas tem seus preços em dólares, é uma cidade turística aberta dia e noite.  Do porto é possível fazer passeios para ilhas próximas, tudo cobrado em dólar também, por isso claro que não fomos, os preços não eram muito convidativos para nosso bolso. Ali é possível ver leões marinhos se exibindo para os turistas em troca de peixes, uma fofura. Não deu pra tirar foto porque é muito rápido, mas depois postaremos um vídeo.

Do porto fomos para o Monumento de Los Dedos ou El Ahogado que fica em Playa Brava, bem próximo do nosso hotel. Feito em 1982, pelo artista chileno Mario Irrazabál, durante o Primeiro Encontro Internacional de Escultura Moderna ao Ar Livre de Punta del Este,o monumento é interpretado de várias formas podendo significar a mão de uma afogado ou  um homem surgindo para a vida. O local vive infestado de turistas, então a foto é quase sempre coletiva. Vale muito a pena, é lindo, dá vontade de ficar horas olhado pra ele que realmente tem um quê de filosófico.

Depois partimos para almoçar e nossa missão era gastar pouco. É quase impossível comer barato em Punta, mas há algumas poucas opções, e escolhemos uma delas para nosso almoço. Era um restaurante pequeno que não lembro o nome, bem próximo ao nosso hotel, comemos um famoso PF e depois fomos para o museu Ralli que é sem dúvida um dos passeios mais imperdíveis da cidade. O museu reúne trabalhos de diversos artistas  e algumas esculturas exclusivas de Salvador Dalí. aliás o museu tem dois pátios lotados de esculturas enormes, simplesmente fabuloso.

O museu Ralli fica no bairro Bervely Hills, um bairro que faz jus ao nome, cercado de mansões e ruas largas que comprovam que Punta Del Este é uma cidade de ricos. De lá fomos para Playa Mansa para ver o pôr-do-sol que é sempre um espetáculo a parte. Depois tomamos uma café no Pecas Café e Helados, e tirando a cheesecake que era falsa, o que me deixou muito brava, o resto estava sensacional.

À noite saímos para comer, tínhamos planejado jantar no Cassino Conrad, mas depois vimos várias avaliações negativas e desistimos. O Conrad é um hotel, Cassino e Restaurante que fica em Playa Mansa, o maior da Punta acredito. Acabamos comendo empanadas porque a maioria dos restaurantes era de frutos do mar, e Dhanner não é muito fã, como eu queria que ele aproveitasse também, preferi escolher algo que agradasse aos dois. Descobrimos uma casa de empanadas perto do hotel que tinha empanadas espetaculares. Primeira vez que comemos boas empanadas no Uruguai. O local era simples, mas uma boa surpresa, o dono super simpático e ainda estava tocando música brasileira. Aliás ouvimos muita música brasileira tocando em Punta, de funk a MPB.

Na cidade que funciona 24 horas passeamos bastante à noite, entrando e saindo de lojas, visitando barracas, tomando helados; nosso vício. Amamos Punta, o clima praiano, as pessoas na rua o tempo todo, e esse foi nosso primeiro dia em Punta.

farol-punta-del-este

porto-de-punta

los-dedos

los-dedos-punta

monumento-los-dedos

rambla-punta

pescador-punta

museu-rali

museu-ralli

salvador-dali


  patio-museu-ralli

por-do-sol-playa-mansa

empanadas

 

 

0 comments

Viagem para o Uruguai – Último dia em Montevidéu – Roteiro

A sexta-feira da nossa viagem para o Uruguai foi o último dia em Montevidéu. Nesse dia alugamos um carro pois no fim da tarde iríamos para Punta del Este, e o carro agora facilitaria muito nossa vida. Até então tínhamos usado sempre o Uber, que funciona muito bem na capital. Fizemos check-out no hotel logo cedo e fomos buscar nosso carro. Alugamos na Europcar por ter, além de preços melhores, mais facilidade na locação. Lá você pode pagar um seguro proteção total e não precisa deixar nenhuma garantia ou caução. As outras locadoras chegaram a nos pedir mil dólares de caução no cartão de crédito, o que comprometeria pra caramba nosso limite. O seguro total também é bom porque você fica mais tranquilo, em caso de acontecer algo com o carro já está tudo coberto.

Da locadora fomos para a vinícola Bodega Bouza. É preciso fazer a reserva antecipadamente pelo site e é um passeio que nós super recomendamos. Além da visita guiada sobre a produção de vinho deles, ainda há degustação e almoço no restaurante de lá. Como eu e Dhanner não bebemos, apenas almoçamos, mas pra quem gosta de vinhos vale a pena, o vinho deles é muito famoso, de uva Tanah que tem alta concentração de tanino. Mas enfim, a refeição estava deliciosa. Eu pedi um Baby Beef com batata gratinadas e Dhanner pediu um carré de cordeiro com purê de abóbora, tudo divino. O único problema foi a sobremesa que pedimos e acho que esqueceram de nós. No fim cansamos de esperar e cancelamos, mas mesmo assim recomendamos o almoço lá.

Saímos de Bodega Bouza rumo a Punta del Este, no caminho paramos em Casapueblo, outra visita indispensável no Uruguai.  Casapueblo fica em Punta Ballena, bem perto de Punta del Este. É  a antiga casa do artista plástico e arquiteto uruguaio Carlos Páez Vilaró, que faleceu em 2014, hoje a casa se tornou um  museu, uma galeria de arte, um restaurante e um hotel , tudo dentro da estrutura.  O preço pra entrar é meio salgado, 240 pesos, mas vale super a pena. Conhecemos as obras do artista, tomamos um café com croissant e ficamos para o por-do-sol numa vista incrível. Na hora do por-do-sol soltam um áudio de Vilaró que é um poema ao sol, e aí você participa de uma verdeira cerimônia. Vale muito a pena.

Saindo de Casapueblo fomos direto pra Punta, conhecemos o hotel, ficamos no Shelton que não tinha uma estrutura tão boa quanto o nosso hotel de Montevidéu, mas a localização era ótima, bem no centro da cidade, perto de tudo. Ficamos encantados com Punta, nesse dia saímos pra comer e percebemos que a cidade toda funciona 24 horas por dia, de lojas a restaurantes. Comemos um hambúrguer artesanal delicioso e depois demos uma volta para conhecer a região. Mas isso é assunto para o próximo post.

uva-bodega-bouza

gata-bodega-bouza

gatinha-bodega-bouza

  bodega

almoço-bodega

caminho-punta

nos-casapueblo

casapueblo-mar

casapueblo-vista

0 comments

Viagem para o Uruguai – Roteiro Dia 3

O terceiro dia de nossa viagem para o Uruguai foi para explorar bastante o lado turístico de Montevidéu. Primeiro fomos ao estádio centenário. Os uruguaios são apaixonados por futebol, e o centenário carrega a história de ter sido o primeiro estádio a sediar uma copa do mundo. Junto ao estádio tem o museu do futebol e uma torre panorâmica onde você tem uma visão de toda a cidade. Fizemos o passeio completo, com torre, museu e estádio. O museu é bem legal, tem cartazes da primeira copa do mundo e várias fotos, camisas antigas e claro vários registros da copa de 50 em que eles derrotaram o Brasil em casa, hahaha.

De lá partimos para as ramblas a fim de  tirar foto no letreiro da cidade. Esperamos uma filinha básica de turistas até chegar a nossa vez. O letreiro fica no bairro de Pocitos, na Rambla República del Peru. O letreiro tem 15 metros de comprimento por 2 metros de altura e é parada obrigatória para todo turista que se preze. Ali perto fica o Espaço Kibon, que é tipo uma cerimonial e do lado tem o restaurante Novecento na beira da praia, aproveitamos e almoçamos ali.

O Novecente é um Bistrô de alta qualidade, com um atendimento impecável e menu delicioso. Além do Uruguai, tem filiais em Miami, Argentina e México. Eu pedi o peixe do dia e Dhanner comeu frango ao curry, ambos os pratos deliciosos e enormes o que nos impediu de comer a sobremesa. Aliás essa é uma caraterística que percebemos nos restaurantes uruguaios, os pratos tem muita comida, a gente saiu rolando dos restaurantes.

Partimos então para o Museu Blanes que é especializado em história da arte Nacional. O museu é lindo, além de diversas obras de artistas uruguaios, tem uma área verde enorme e um jardim japonês super bem cuidado.  De lá partimos para o hotel para descansar um pouco porque no outro dia pegaríamos a estrada para Punta del Este.

À noite fomos ao teatro circular, assistimos à “Opera de 2 centavos”, um musical que eu super recomendo. Encontramos o teatro circular por acaso, fica bem próximo à 18 de julho, atrás da Praça Cagancha. Quando estávamos procurando peças para assistir, esse teatro não aparecia nas buscas, mas na terça enquanto procurávamos onde comer à noite encontramos o teatro e fui ver o que tinha pra assistir,  decidimos voltar na quinta pra ver uma peça. Amamos o teatro, o roteiro, as interpretações. Super recomendamos.

Perto do teatro tinha uma pizzaria super rústica e comemos por lá. Mas, assim, é um lugar que parece não ser muito frequentado por turistas, deu a impressão de ser daqueles estabelecimentos que tem seus clientes costumeiros e não se importa muito em agradar com o atendimento. A mulher que nos atendeu veio com cara de quem não se importava muito com a gente, nos entregou o cardápio, escolhemos e depois na hora de pagar foi difícil encontrá-la. Era tipo restaurante pra quem é de casa. Ela e o cozinheiro eram os únicos funcionários da casa naquela noite. A pizza não estava sensacional, não gostei da massa, mas o tempero era bom. Lá não aceitava cartão, só pesos uruguaios. Mas a comida era honesta e barata. Me agradou ir ao local.

Para não perder o costume terminamos a noite com um sorvete. Gente como o sorvete uruguaio é bom <3

letreiro-montevideu

rambla-espaço- kibon

rambla-letreiro

parque-montevideu

panoramica-montevideu

estadio-centenário

estadio-centenário-arquibancada

estadio-centenario-uruguai

museu-blanes

pizza

 

 

0 comments

Viagem para o Uruguai – Montevidéu – Roteiro dia 2

O roteiro do dia 2 da nossa viagem para o Uruguai foi no centro histórico de Montevidéu. Começamos pela visita guiada no Teatro Solis que é gratuita às quartas-feiras. Gente que teatro maravilhoso, carregado de história, de cultura, de arte. Fizemos a visita em português, a segunda do dia que começa às 11 horas. A Guia nos leva a todas as salas e explica a história do teatro. Em alguns momentos a visita é “interrompida” por encenações de atores que são alunos das aulas de teatro do Solis. O Governo do Uruguai investe pra caramba em arte e há inúmeras peças a preços bem camaradas. Infelizmente nos dias que estaríamos na cidade não havia nenhuma peça em cartaz.

Do teatro partimos por um passeio pela cidade Velha (Ciudad Vieja). Esse nome se dá porque antes a cidade era cercada por um muro que depois foi derrubado para expandir os limites da capital. Ainda há o portal do muro que fica do lado da Praça da Independência. A parte da cidade depois do portal ficou então conhecida como a cidade velha e o restante é tudo que foi expandido depois. Fomos até o mercado municipal e comemos a verdadeira parrilha uruguaia no restaurante El Palanque. Carne no ponto perfeito, linguiça suculenta, batatas deliciosas. Um almoço que vale cada centavo.

Depois, continuamos explorando o centro, fomos até o porto, compramos alfajores, souvenirs e outras coisinhas.  A próxima parada foi o Museu Histórico Cabildo que fica em um edifício da época colonial localizado na Praça Constituição. O museu guarda um acervo da história de Montevidéu desde a época colonial e tem um arquitetura incrível. Na sequência passamos na livraria Más Puro Verso que fica na Peatonal Sarandí e é sem dúvida a livraria mais incrível da cidade, com seu vitral e escadarias.

Depois de algumas comprinhas pelos centro, voltamos para o hotel. À noite saímos para jantar e passear pelo centro. A 18 de julho é super movimentada à noite por isso dá pra andar de boa. O restaurante de empanadas que íamos estava fechado e não achamos nenhum outro pelo centro então acabamos pedindo empanadas pelo app. Infelizmente não tivemos sorte, as empanadas pareciam ser feitas de massa pronta, uma decepção pra quem estava louca pra provar as empanadas uruguaias. E assim finalizamos nosso segundo dia no Uruguai, mais uma vez exaustos pelas longas caminhadas, mas felizes por um dia produtivo.

uruguai-centro

visita-guiada-solis

teatro-solis-1

teatro-solis

portal-ciudad-vieja

praça-da-constituição-uruguai

livraria-uruguai

livraria-prosa-montevideu

museu-cabildo-historico

museu-historico-cabildo

museu-cabildo

fonte-dos-cadeados

0 comments

Viagem para o Uruguai – Montevidéu – dia 1

O  primeiro dia inteiro da nossa viagem para o Uruguai  foi a terça de carnaval. Não sei se vocês sabem mas o carnaval no Uruguai coincide com o do Brasil, assim, na terça a maioria do comércio estava fechado em Montevidéu. No nosso roteiro iríamos conhecer o centro nesse dia, mas como quase todo o comércio não estava funcionando optamos por ir ao bairro Punta Carretas, que seria nosso roteiro de quarta, daí aproveitaríamos para comprar um chip para nosso celular no shopping Punta Carretas, único lugar onde encontraríamos lojas abertas no feriado.

Antes disso demos uma volta pela avenida 18 de julho para trocar alguns reais por pesos uruguaios. Existem muitas casas de câmbio nessa avenida e fomos procurando pelo melhor câmbio. O melhor que achamos foi de cada real por $8.90 pesos. Depois pegamos um uber até o parque Rodó no bairro Punta Carretas. O parque é enorme mas estava em obras e achamos ele meio mal cuidado, talvez pelas obras mesmo. No parque tem um museu de artes mas estava fechado pela manhã então de lá partimos para o shopping. Não encontramos o chip da Antel nesse shopping, que  foi o mais recomendado para 3G no país, então fomos numa loja da claro e compramos um. Pagamos 30 pesos pelo chip e colocamos 100 pesos de crédito. Isso nos dava 100MB de 3G e depois havia uma promoção que mandando mensagem para a operadora ganharíamos 3 GB de internet por 3 dias pagando 70 pesos com os próprios créditos que compramos. Gostamos muito do sinal da claro e nos atendeu bem esses 100 MB mais o 3 GB depois.

O shopping Punta Carretas não é um shopping sensacional, é bem comum, a praça de alimentação é bem menor do que as que estamos acostumados nas capitais do Brasil. Comemos num restaurante chinês nesse dia, porque o cheiro que vinha de lá estava ótimo, e não havia muita variedade a não ser cadeias de fast food. Do shopping fomos andando até as ramblas do bairro que são belíssimas. As praias uruguaias tem muitas pedras o que garante um cenário surpreendente. Sentamos embaixo de uma árvore para apreciar a vista e também fugir do sol que estava escaldante. Depois andamos um pouco pelo calçadão e achamos o restaurante El Viejo del Mar, que fica na beira da praia, e resolvemos entrar para comer algo e passar o tempo até o pôr-do-sol. Sentamos na área externa, embaixo de uma árvore num ambiente delicioso. Pedimos umas batatas fritas com molho de cogumelo Paris, prato que parece ser típico da cidade pois vimos em vários outros restaurantes depois. Aprovamos a combinação, a batata estava maravilhosa. Depois pedimos de sobremesa uma tarte de maçã com sorvete de baunilha igualmente maravilhosa. Enfim, o restaurante é sensacional tanto pela comida, quanto pelo ambiente e atendimento. Um dica é pagar sempre com crédito porque o governo do Uruguai tem um programa de incentivo ao turismo e os restaurantes são cadastrados e devolve-se 22% do seu gasto quando pago no cartão de crédito, daí mesmo com o IPI vale a pena.

Quando já estava começando a baixar o sol, fomos caminhando em direção ao farol de Montevidéu para ver o pôr-do-sol de lá. Acabamos ficando um pouco antes do farol para não perder o espetáculo que era esperado por muitas pessoas sentadas na grama também. Posso dizer que foi o pôr-do-sol mais lindo que já vi até hoje em toda a minha vida, fiquei simplesmente maravilhada e as fotos comprovam tamanha beleza.

Voltamos para o hotel e à noite jantamos próximo ao hotel num restaurante que não recomendamos. O nome dele é La Pasiva e depois descobrimos que tem um quase em cada esquina de Montevidéu. As carnes estavam sem tempero nenhum, pratos sem graça e o preço não era barato. O Uruguai tem uma lei de evitar o uso de sal na cozinha de restaurantes, mas esse foi o único restaurante que fomos durante nossa estadia que não havia sal algum nem tempero nas carnes, horrível mesmo. O dinheiro mais mal gasto de toda a viagem, mas enfim, vivendo e aprendendo. Se você for ao Uruguai não recomendamos o La Pasiva.

E assim foi nosso primeiro dia em terras uruguaias. Fomos descansar depois do jantar porque andamos pra caramba, mais de 9 km a pé.

parque-rodo-uruguai

parque-rodó

praça-da-independencia2

praça-da-independencia

panoramica-rambla

el-viejo-y-el-mar

el-viejo-y-el-mar

tarte-de-maçã-el-viejo

por-do-sol-rambla-uruguai

rambla-por-do-sol

farol-montevideo

por-do-sol-rambla-montevideo

 beijo-po-do-sol

por-do-sol-rambla

0 comments

3 anos do casamento D&K

Esse mês comemoramos 3 anos do casamento D&K, como o tempo voa. Parece que foi ontem que eu era uma noiva correndo atrás dos preparativos. Parece que foi ontem que passei uma semana fazendo brigadeiros. Parece que foi ontem aquele sábado lindo de sol em que acordamos cedo para arrumar tudo. Parece que foi ontem que olhamos um para o outro e fizemos nossos votos. Que nos abraçamos forte e nos demos conta que passaríamos o resto de nossas vidas juntos.

Preciso confessar pra vocês, estar casada é maravilhoso, mas não é fácil como parece ser nas postagens desse blog. A convivência, os planos juntos, ter alguém do seu lado sempre é lindo, e eu amo a vida que nós temos sob o mesmo teto. Mas também há os desentendimentos, as cobranças, por vezes excessivas, o abrir mão de certas coisas. Só que colocando na balança o lado bom sempre vence, e aí está a beleza de se estar casado com alguém que você ama, alguém que seja sua melhor companhia.

Hoje eu olho para trás e vejo o quanto evoluímos nesses 3 anos de casados e nesses quase 10 anos de relacionamento. Olho para nossas vidas e eu não queria estar em outro lugar. Juntos lutamos e vencemos; sorrimos e choramos, brigamos e abraçamos. Que vida linda a gente tem amor. Glória a Deus por tudo.

noiva-carro

 

noivo-votos

bodas-casamento

casamento_pb

casamento-beijo-pb

casamento-no-campo

dança-noivos

noiva-dança

noivo-dança

0 comments

Viagem para o Uruguai

Na semana do carnaval viajamos para o Uruguai e devo dizer que nos surpreendemos com o país. O Uruguai é um país lindo, seguro, com muita comida boa e praias encantadoras. Passamos 7 dias, sendo 4 na capital Montevidéu e 3 em Punta del este o que nos rendeu lembranças inesquecíveis e fotos incríveis.

Chegamos em Montevidéu na segunda, dia 27, às 18 hs. Ficamos hospedados no Hotel Alvear, que fica bem próximo da principal avenida da cidade, a 18 de julho. A rua do nosso hotel era super movimentada, com inúmeros restaurantes, mercado e sorveteria por perto. Além disso na esquina ficava a fonte do cadeados, um dos pontos turístico da capital. O Alvear hotel é um hotel antigo, 3 estrelas, que serve café da manhã. O atendimento foi ótimo e a localização foi perfeita, perto de tudo que precisávamos, além disso, o hotel era super organizado e limpo. Super recomendamos.

No primeiro dia comemos ali mesmo na rua do hotel, num restaurante/café tradicional da cidade chamado Facal. O cardápio é enorme, o atendimento foi ótimo, mas as empanadas que pedimos eram fritas e estavam muito gordurosas. Nunca tinha visto empanadas fritas e devo dizer que prefiro as assadas. Nossa experiência não foi muito boa nesse restaurante, mas eles tem muitos outros pratos, então não dá pra julgar.

Depois voltamos para o hotel para nos prepararmos para o primeiro dia completo de férias =)

AEROPORTO_GUARULHOS

AEROPORTO-GUARULHOS-VISTA

STARBUCKS-GUARULHOS

estatua_uruguai_blog

 

0 comments

Reforma da nossa Casinha

Como eu disse no último post, no ano passada fizemos uma reforma da nossa casinha. Aumentamos a sala para termos uma sala de jantar, colocamos revestimento no quarto e na sala e trocamos o piso da área de serviço.

Nossa porta de entrada ficava na cozinha, com nossa linda porta amarela que eu amava, mas preferimos colocar uma porta de correr na sala pra não tomar muito espaço no abre e fecha. Agora nossa porta fica na sala, nela colocamos também um portão de ferro para que a porta possa ficar aberta sem que os gatinhos fujam. Pintamos esse portão de preto pra dar uma cara mais industrial porque esse é um estilo que gostamos. Na verdade gostamos de vários estilos, o industrial, o boho, o vintage, o escandinavo. Então nossa casa é uma mistura de estilos.

Para acompanhar a pegada industrial colocamos um revestimento de cimento queimado em uma das paredes da sala. A sala de jantar ficou um nível mais alto e colocamos um porcelanato que imita madeira no piso. No quarto o revestimento imita tijolinho. Pensamos em fazer uma parede de tijolinhos de barro mesmo, mas ficaria bem mais caro e daria mais trabalho, então optamos pelo revestimento e amamos o resultado.

No área de serviço colocamos um piso mais escuro e vintage, trocamos ele porque tivemos que mexer no encanamento e como o piso claro dava muito trabalho resolvemos aproveitar e trocar tudo.

Resumindo foram essas as obras que fizemos. Aproveitamos o fornecedor que fez o portão e pedimos para ele fazer nossa tão sonhada ilha de cozinha. Assim a mesa da cozinha foi pra sala de jantar, e a cozinha ganhou também banquetas para a ilha. Fizemos também prateleiras para a sala e mais algumas para a cozinha e escritório. E nosso quarto ganhou uma mesa de cavalete que funciona como estação de estudos/maquiagem pra mim e o escritório fica para o Dhanner trabalhar tranquilo.

Enfim, resumindo essas foram as mudanças. Aos poucos estamos deixando tudo com a nossa cara e de uma forma que caiba no nosso orçamento. Diga aí o que achou nas mudanças.

Ah, e vocês podem acompanhar a evolução da nossa casinha no meu instagram @karinaiaraujo e com a hashtag #casinhadek.

beijos

cozinha-industrial-3

 

cozinha-industrial-1

 

sala-industrial

quarto-industrial

parede-tijolinho

Páginas:«1234567...19»