Casamento DEK

O Início, o meio e o daqui em diante.

BLOG

0 comments

Sobre construir uma vida juntos

Estava na cozinha agora terminando de lavar a louça do almoço e me dei conta de que estava na nossa cozinha, da nossa casa, que compramos juntos, reformamos juntos e estamos decorando juntos. Esse post é sobre construir uma vida juntos. Sobre transformar tudo que era meu em seu também. Assim como tudo que era só seu agora é meu também. Sobre como tudo se integrou de forma tão natural. Juntamos não só nossas rendas e economias, mas nossos sonhos, projetos de vida. Em um ano de casados conquistamos tanto, graças da Deus, nunca nos esquecemos disso. Nem sempre é fácil, mas uma coisa é certa, é muito mais fácil tendo você ao meu lado. Como você disse hoje cedo: é estranho você perder o sono quando não estou na cama. A questão é, quando você não está lá, me falta algo e eu acordo. Por isso acordei hoje as seis da manhã e fui pro sofá te fazer companhia enquanto você trabalhava. Mas a verdade é que eu queria sua companhia, é muito bom quando você está do meu lado. A foto abaixo foi da rosa que você me deu na semana da nossa mudança. Não foi uma semana fácil, e sei que essa rosa veio cheia de gratidão. Porque você tinha passado por uma cirurgia e eu estive do seu lado em cada instante. Porque você não pode ajudar na mudança por conta disso, e ficou mais pesado pra mim. Eu sei que você estava me agradecendo ao me dar essa rosa, mas adivinha? Eu faria tudo de novo, um milhão de vezes, e sei que você também faria. Te ver numa cama de hospital não foi fácil. Espero que nunca mais aconteça. Mas em todos os momentos estarei junto com você. Não tem como ser diferente. Porque esse post é sobre uma vida só. A nossa. E sobre como eu amo ela.

beijo-praia

presente_marido

 

2 comments

Nossa cozinha e sala

Faz tempo que tô prometendo fotos da nossa casa, mas o tempo anda curto e não tinha conseguido parar para fazer fotos decentes. Hoje aproveitei um tempinho livre e fiz fotos da nossa cozinha e sala pra vocês conhecerem um pouco do nosso cantinho. Ainda falta muito a se fazer mas, devagar estamos deixando tudo com a nossa cara.

A cozinha e sala são integradas, íamos fazer um ambiente único, mas acabamos optando por deixar uma parede separando os dois espaços para termos mais espaços para os armários, que por enquanto ainda são improvisados. Logo, logo vamos colocar mais algumas prateleiras na nossa parede de “subway tiles”, que é uma das partes preferidas da casa. Queremos deixar o máximos de objetos à mostra, gostamos muito de uma decor mais aberta, mas nem tudo é possível deixar exposto, copos e pratos que são usados todo dia, por exemplo, acabam ficando empoeirados, e não dá pra ficar lavando toda hora, então os armários suprem essas questões. Na cozinha falta ainda, nossa tão sonhada ilha, estamos orçando pra mandar fazer assim que possível. E a mesa, irá para a sala.

Na sala, queremos colocar algumas prateleiras também, para livros e outros objetos. Falta um tapete também, ainda não achamos um que arrebate nosso coração. Queremos mais almofadas também. Eu que fiz todas as capas, e tenho mais tecidos para fazer, só me falta tempo mesmo. A cortina também farei, outra promessa que por falta de tempo ainda não consegui cumprir. Mas a cada novidade vou postando aqui.

O clima já é de um lar. E devagar vai ficando mais e mais apaixonante pra nós.

decoração-cozinha

decoração-cozinha2

detalhes_cozinha

armarios_cozinha

detalhes_decoração

cozinha_dek

 

parede-lousa

oliver-sala

almofadas] mesa-pe-palito

detalhes-sala

quadros-sala

sala-cozinha

mesa-centro-pallet

 

livros-sala

decoração_starwars

0 comments

Sobre consumo, reaproveitamentos e DIY

Eu e Dhanner sempre fomos muito a favor de reciclagem,  reaproveitamentos e DIY. Por isso nossa casa é cheia de peças DIY, nós tentamos ao máximo reaproveitar tudo. Somos contra o consumismo, e esse é um dos motivos de termos conseguido comprar nossa casa tão rápido. Não gastamos mais do que devemos, nem com móveis, nem com roupas, nem com lazer. Temos nosso controle e temos consciência de que consumo é algo sério e deve ser controlado. Usamos nossas roupas várias vezes e não compramos uma peça nova a cada novo evento. Já repeti roupas em casamentos diversas vezes. Se o sapato descola, a gente manda pro sapateiro ao invés de comprar outro. Quando vou comprar roupas, sempre invisto em peças-chave que permitem várias combinações, e assim crio meu estilo. Amo moda, mas não essa que diz que a cada estação temos que comprar roupas novas. Dá pra se vestir muito bem sem gastar horrores em lojas. Dá também pra comprar roupas usadas, fazer trocas com as amigas, vender ou doar peças que não usamos mais. Isso não é pão-durismo, é ter consciência social e ambiental.

Na nossa casa, nós tentamos aproveitar ao máximo tudo que temos em mãos. Nossas bancadas de banheiro, por exemplo, foi o Dhanner que fez com pallets. Ele montou e nós selamos e envernizamos. Ficou a nossa cara, gastamos o mínimo e reaproveitamos uma madeira que iria para o lixo. Nosso pedreiro não nos entendia. Tudo que nós dizíamos que íamos fazer, como a bancada, ele dizia que não ia dar certo, ou que estávamos só tentando economizar. Sim, ,estávamos. Mas além disso, nós queríamos uma bancada de madeira, não de granito como ele disse que tinha que ser. E nós fomos atrás da nossa, do nosso jeito, e amamos o resultado. Muitas vezes as pessoas gastam horrores para seguir o que a maioria faz e acaba se endividando e levando seus sonhos para longe. Nossa casa existe hoje porque sonhamos juntos, abrimos mão de certas coisas, fomos criativos em outras e cá estamos nós, dia após dia construindo um lar do jeito que sempre sonhamos.  Não estou dizendo que somos perfeitos nessa coisa de consumo. Estamos bem longe disso. Ainda produzimos muito lixo. Ainda somos guiados pelo impulso de comprar o que não precisamos. Cada vez que arrumo meu armário me pergunto porque tenho tanto a roupa e sempre tiro sacolas de peças para doação. Mas estamos tentando melhorar isso, cada vez mais, e a nossa casa é prova viva disso. Tudo que temos está de acordo com nosso bolso, e muita coisa tem a nossa cara porque passou pelas nossas mãos.

A mesa de latão foi pintada e o tampo encapado com papel e verniz na finalização. Ela fica no nosso quarto, boa para tomar um café e ler um pouco. A cadeira ganhou uma reforma com um tecido fofo que comprei em SP.

A mesa de latão foi pintada e o tampo encapado com papel e verniz na finalização. Ela fica no nosso quarto, boa para tomar um café e ler um pouco. A cadeira ganhou uma reforma com um tecido fofo que comprei em SP.

O antigo armário da cozinha foi pintado por mim. Instalei pés-palito e virou uma mesinha.

O antigo armário da cozinha foi pintado por mim. Instalei pés-palito e virou uma mesinha.

A mesa de centro foi feita de pallet pelo Dhanner. Colocamos rodízios e um vidro.

A mesa de centro foi feita de pallet pelo Dhanner. Colocamos rodízios e um vidro.

Criado mudo comprado em loja de usados. Madeira pura. Pintamos igual ao outro. Esse é o meu.

Criado mudo comprado em loja de usados. Madeira pura. Pintamos igual ao outro. Esse é o meu.

Criado mudo achado por minha mão foi pintado e colocamos puxadores novos. Esse é o do Dhanner.

Criado mudo achado por minha mãe, foi pintado e colocamos puxadores novos. Esse é o do Dhanner.

A bancada da suíte feita pelo Dhanner.

A bancada da suíte feita pelo Dhanner.

Lavabo com a bancada menor feita de pallet e adesivos de ladrilho.

Lavabo com a bancada menor feita de pallet e adesivos no ladrilho.

A gaveta do armário antigo viro prateleira para o banheiro.

A gaveta do armário antigo virou uma prateleira para o banheiro.

Cabideiro do guarda-roupa antigo virou um revisteiro e porta-papel higiênico.

Cabideiro do guarda-roupa antigo virou um revisteiro e porta-papel higiênico.

0 comments

Noite de Pizza

Há mais de uma semana que Dhanner vinha dizendo que estava com vontade de comer pizza e eu na correria não tinha conseguido parar pra fazer ainda. Mas essa semana sobrou um tempinho, e esse tempinho foi tudo que eu precisei pra fazer uma noite de pizza, porque gente, embora muitos achem que dê trabalho, fazer pizza é fácil.

Eu tenho algumas receitas que eu gosto muito, mas a minha favorita precisa deixar a massa crescer por duas horas, então eu testei uma nova receita que vi no blog Chata de Galocha, um dos episódios de O Chef e a Chata. E está aprovadíssimo, a massa fica crocante, e só precisa crescer por meia hora. Fiz de 3 sabores, de frango, de calabresa e a vegetariana de abobrinha com alho. A receita deu pra fazer duas pizzas grandes que nós liquidamos em 2 dias. Vou deixar abaixo a receita pra vocês testarem também. Rápido, fácil e delícia.

Receita

Ingredientes
—————————————-­—————
400 g (3 xícaras + ¼ de xícara) de farinha de trigo
100 g (3/4 de xícara) de semolina (se não encontrar semolina use 100 g de farinha de trigo mesmo)
½ colher (sopa) de sal
1 sachê de 10 g de fermento biológico seco
½ colher (sopa) de açúcar cristal
320 ml (1 xícara + ¼ de xícara) de água morna

Preparo
—————————————-­—————
Numa vasilha misture a água morna com o fermento e o açúcar. Dissolva bem e deixe descansar por uns 5 minutos. Enquanto isso, faça um monte com a farinha sobre uma bancada, colocando o sal ao redor. Abra uma cavidade no meio. Coloque a água com fermento e açúcar ali no meio e com as mãos comece a formar uma massa, puxando pouco a pouco a farinha em volta para o meio. Quando estiver tudo unido, faça uma bola e comece a sovar. Sove por cerca de 15 minutos até obter uma massa bem lisa e elástica. Cubra com um pano e deixe crescer por pelo menos 30 minutos em temperatura ambiente. Enquanto a massa cresce você pode ir preparando o recheio à sua escolha para depois só montar as pizzas antes de ir ao forno.

Pré-aqueça o forno a 240ºC. Divida a massa em 3 ou 4 bolas (a receita dá umas 4 pizzas médias). Abra numa superfície enfarinhada para ficar com cerca de 0,5 cm de espessura, com a ajuda de um rolo. Coloque sobre uma assadeira para ir ao forno (eu unto com azeite). O ideal é se você puder assar sobre uma pedra de granito (se fizer isso, pré-aqueça também a pedra de granito junto ao forno). Cubra com o recheio de sua preferência e leve ao forno por cerca de 10 minutos ou até que esteja pronta.

pizza-de-calabresa

jantar-comppizza

vinho-e-pizza
pizza-de-abobrinha

 

noite-de-pizza

noite-da-pizza

 

 

0 comments

Aniversário e Open House

Voltamos à ativa gente. Depois do primeiro e muito corrido semestre de mestrado e todos os artigos finais entregues, espero conseguir postar aqui com mais regularidade. Eu estudando demais, fazendo freelas e Dhanner trabalhando e freelando também. É trabalho pra manhã, tarde e noite, sem reclamar é claro. E, apesar da crise (ironia) essa semana fizemos duas mini-festinhas de aniversário/open house do nosso novo lar. Meu aniversário foi dia 04 e nesse dia fizemos um jantarzinho pra família e no sábado foi dia de comemorar com os amigos em um brunch delícia.

Nós aproveitamos o aniversário pra fazer um open house porque ainda não tínhamos recebido ninguém em casa, por causa da correria. Outros ainda virão. Estamos fazendo à prestação porque não dá pra receber todo mundo ao mesmo tempo. Foi um tempo maravilhoso com pessoas que realmente vieram pra comemorar com a gente mais um ano de vida pra mim e a conquista da nossa casinha. Só pessoas queridas, que amam a gente e que nós amamos também.

O menu do jantar foi costela ao molho barbecue, batata sautê e farofa. O Brunch teve bolos de chocolate, laranja, cenoura, banana e naked de baunilha com ganache de chocolate amargo, torta de maçã, torta de morango, muffins, pão de queijo, pãezinhos recheados, cappucino, sucos, donuts e cookies. Exagerei? Sim, mas todo mundo pode sair com sua marmitinha devidamente recheada e nós estamos comendo bolo até agora, tipo cafá da manhã de hotel <3

Enfim, voltamos em alto estilo cercada de pessoas que nós queremos dizer que amamos muito. E outras festinhas virão com mais gente querida pra comemorar com a gente. Estamos curtindo muito ter nosso espaço pra receber os amigos e família.

 

 

aniversario-festa-comidas

aniversário-familia

comidinhas para brunch

comidinhas para brunch

comidas-cha-casa-nova

open-house-2

open-house-casados

aniversario-open-house

chá-de-casa-nova

open-house-dek

 

 

0 comments

Adotar é muito bom. E muito sério.

Vocês já conhecem a Dinah e o Oliver, nossos gatinhos. Os dois foram adotados. A Dinah eu e o Dhanner achamos no dia do meu aniversário em 2012. Assustada, suja, cheia de verminose. Foi amor à primeira vista e é amor para sempre. O Oliver chegou há pouco mais de um mês. Ele é filhote de uma adoção da minha mãe. E estamos apaixonados por ele também. Estou escrevendo tudo isso pra chamar atenção para como adotar é bom, mas também é muito sério. No dia que decidimos ficar com a Dinah sabíamos que teríamos que ter alguém pra cuidar dela quando viajássemos. Que corríamos o risco de ter o sofá seriamente arranhado.  Os sapatos também. Que ela ia aprontar, mas que a alegria que ela traria pra casa ia compensar sempre. E é bem assim. Muita travessura. Muita gostosura. E o Oliver chegou aprontando. Comendo o dobro que a Dinah come. Pulando todas as janelas e com isso sujando todas as paredes. E sendo um lindo, amoroso, apaixonante. O que quero dizer é que há várias implicações ao se adotar um bichinho. Eles são fofos, mas vão te tirar do sério. Dão alegria e muito trabalho também. E eu vou encorajar sempre a quem quiser adotar, mas que pense bem antes. Um gato, um cão, um peixinho ou seja lá qual for o bichinho não é um objeto que pode ser devolvido, trocado, largado. Eles tem sentimentos, eles sentem, eles merecem respeito. Por isso adote. Adote com consciência. E assistam o curta abaixo. Ele me fez chorar e escrever esse post.

0 comments

Nosso dia dos namorados

Passamos nosso dia dos namorados de uma forma que amamos, na nossa casinha cozinhando. Não que a gente não goste de sair, ir a restaurantes, mas nesse dia nós preferimos o sossego aos restaurantes lotados. Assim, passamos o dia dos namorados como passamos várias das nossas noites: fazendo uma comidinha especial, experimentando novas receitas. Dhanner ficou por conta do risoto de Shitake, e eu da carne. Depois juntos fizemos Petit Gateau, uma sobremesa que amamos mas que nuca tínhamos feito em  casa. E deu super certo, nosso bolinho ficou firme por fora, molinho por dentro, ficamos tão curiosos pra saber se tinha dado certo que cortamos os bolinhos antes de tirar foto, por isso nas fotos o bolinho já está cortado.

Foi uma noite delícia,  com boa comida, bebida e muito amor. Sabemos que o dia dos namorados é uma data comercial, mas nunca é demais celebrar o amor, então paramos toda a correria para ter uma noite só pra gente, algo que devemos tentar fazer o maior número de vezes possível.

dhanner-cozinhando

presente-dia-dos-namorados

marido-cozinhando

risoto-dia-dos-namorados

jantar_dia_namorados

cozinhando-dia-dos-namorados

fazendo-petit-gateau

preparando-petit-gateau

sobremesa-petit-gateau

0 comments

Novo membro da família – O gatinho Oliver

O post de hoje é pra apresentar o novo membro da família, conheçam o gatinho Oliver.

novo_gatinho

 

Isso mesmo, Dinah ganhou um irmãozinho. Ele foi adotado de uma ninhada da gata da minha mãe que foi adotada por ela já grávida. Ele já está com 6 meses, estávamos esperando mudar para trazê-lo, pois por ele ser muito sapeca, ficamos com medo de ele pular da janela da outra casa. Aqui como é térreo não tem problema. Essa é uma das novidades, a outra é que mudamos gente. Faz 3 semanas já, e ainda não consegui escrever um post sobre a casa nova, mas vai sair. Está sendo uma correria louca, ainda estamos finalizando a pintura de fora e as portas e banheiros ainda estão em fase de acabamento, mas a casa tá quase pronta.

Mas, esse post é sobre o Oliver, que chegou meio desconfiado, mas já está se sentindo em casa agora. Dinah também já está quase gostando dele. Tadinha ficou estressadíssima no início, mas agora  está mais acostumada. Antes de trazer ele, deixamos ela acostumar um pouco com a casa nova, que ela também estranhou pra caramba, e quando ele chegou fomos os apresentando aos poucos. Deixei o Oliver preso num quarto nos primeiros dias. Aí colocava comida pra ele atrás da porta e a da Dinah na frente dessa mesma porta pra eles irem se cheirando, se acostumando com uma porta entre eles. Depois fui deixando eles se verem um pouco e quando ela se estressava demais eu prendia ele. É muito importante deixar o gato que já estava na casa solto, pois prender ele e soltar o outro faz com que ele sinta que está perdendo seu território.

A adaptação foi melhor do que eu esperava e agora um já corre atrás do outro brincando. Ainda rola uns desentendimentos, mas não houve briga em momento nenhum. Dinah só deu umas duas patadas nele, mas nada grave, só arrancou um pouco de pêlo, rs.

Estamos  apaixonados por ele, tanto quanto somos pela Dinah. Ele é mais carinhoso que ela que só aceita carinho quando  está afim, o Oliver aceita o tempo todo. E  um sapeca mesmo. Pula as janelas. Corre muito, e tem que vigiar pra não subir onde não deve. Filhote né?  Tem que educar.

Abaixo mais fotos dessa fofura, é muito amor. E da Dinah, ainda meio desconfiada.

 



oliver_gatinho

dinah_gata

oliver_gato] oliver_novo_gato

3 comments

Reforma da nossa casa

Como disse pra vocês nós compramos nossa primeira casa. Estamos muito felizes por conseguir realizar esse sonho. Isso era algo que queríamos e planejávamos há muito tempo, muito antes do casamento. E tudo aconteceu muito rápido, quando vimos já estávamos negociando e comprando. Pois bem, nesse post vamos dar mais detalhes do nosso lar doce lar.

Sempre pensávamos em comprar uma casa usada, mais velha, por conta do espaço. Pois bem, assim foi. A casa é bem antiga, e tivemos que reformar muita coisa. Já compramos sabendo que teríamos que fazer reforma, e estamos reformando desde fevereiro, quando recebemos as chaves. Agora a reforma está chegando ao fim, finalmente! Falo isso porque nós já não aguentamos mais. Os gastos, a ansiedade e o desgaste que só quem já passou por isso sabe como é. Mas não tô reclamando, tô muito feliz com nossa casa e com o fim da obra é claro =)

No geral, fizemos o básico. Tivemos que subir o piso, por necessidade. A casa era muito baixa. Com isso trocamos todo o piso. Aumentamos o quarto principal. Trocamos a fiação e as peças do banheiro. Inclusive as bancadas foram feitas pelo Dhanner e depois vou mostrar com mais detalhes, mas isso é assunto pra outro post. No mais, o trabalho será nosso. Vamos pintar a casa toda essa semana. Não contratamos pintor porque temos que economizar. E vamos pintar os azulejos do banheiro também. Vimos vários tutoriais na internet e vamos nessa. Devagar vou criar posts mostrando como tudo ficou pra vocês. Ainda não tiramos muitas fotos. Essas abaixo são de celular, de quando Dhanner estava fazendo a bancada e eu passando o selador nas paredes.

bancada-pallet

pintando-casa

reforma_cozinha

4 comments

Passeio no Parque da Vale

No último domingo fizemos um passeio no parque da Vale. Fomosalé lá fazer uma sessão de fotos, sim domingo é dia de trabalhar também, e aproveitamos para tirar uma fotos nossas. O cenário foi o Parque Botânico da Vale que fica em Vitória, o lugar é uma delícia, com muito verde e muitas crianças lindas correndo pra lá e pra cá, hahaha. Enfim, acordamos super cedo, fizemos uma sessão de gestante linda,  e depois fomos para o aniversário da minha amiga dos tempos de universidade, a Julia. E lá ficamos a tarde toda, revendo amigos, colocando a conversa em dia e comendo o dia inteiro, e a dieta foi pro brejo, mas por uma boa causa.

Foi uma delícia de domingo.


PARQUE-BOTANICO-DA-VALE

PARQUE-DA-VALE

PARQUE-DA-VALE-1

PASSEIO-PARQUE

PASSEIO-PARQUE-BOTANICO

TURMA-UFES-2

 

 

Páginas:«12345678...19»